Compre bitcoin, não importa o preço

compre bitcoin

Compre bitcoin, a qualquer momento, não importa se ele sobe o desce (volatilidade) afirmou – Mark Yusko – um investidor renomado no mercado tradicional.

Segundo o guia do bitcoin, falando para o programa Fast Money da CNBC na última quinta-feira, explicando sobre a avaliação pessimista do sentimento dos mercados de ações e das perspectivas econômicas da economia global, Yusko destacou seu posicionamento otimista em relação ao futuro das criptomoedas, especialmente para o Bitcoin. “Compre”, foi a simples dica que o fundador e CEO da Morgan Creek Capital deu a todos que estão na dúvida ou não pensam em investir no mercado de criptmoedas, logo depois ele fez o seguinte destaque, “o preço do bitcoin não importa”.

Será que “compre bitcoin” é um otimismo exagerado?

Mas qual o motivo dele ser tão otimista em relação ao Bitcoin? Yusko apontou para uma consistente valorização anual de capitalização de mercado desde 2009. “Ele está vivo há 10 anos. Em todos os anos, a primeira criptomoeda tem subido de preço, apenas em 2015, ele atingiu um nível mais baixo”, acrescentou.

Todos os fundamentos do Bitcoin: uso, carteiras, tamanho de bloco, tamanho de transação, número de transações, taxa de hash … Cada um está fazendo novas máximas. Todos os indicadores fundamentais da rede e o valor da rede estão subindo.

Entrando no assunto e comparando o Bitcoin aos valores de ativos mais amplamente negociados no mercado de ações tradicionais, ele comparou a ascensão do Bitcoin com as empresas no mercado de ações, dizendo “o preço de qualquer ativo flutua …”

“Vamos analisar o preço da Amazon”, continuou ele. “Em todos os anos, inclusive este ano, é observado um rebaixamento de dois dígitos; a média de alta foi de 31%. Em dois momentos, foram menores que 90%. Quando foi o momento certo para vender? Nunca.”

O experiente investidor, cuja empresa iniciou seu próprio fundo de criptomoedas no verão de 2018, mantém uma visão otimista sobre o Bitcoin. No início de julho deste ano, ele previu uma alta que fará o BTC atingir os US$ 30.000 e uma valorização que fará a criptomoeda subir para US$ 100.000 até 2021.

Descubra como podes comprar bitcoin sem sair de casa: clique aqui

Entendendo o sobe e desce do preço

Em 2013, o economista Paul Krugman escreveu “Bitcoin is Evil” e “não está completamente claro por que o Bitcoin deve ser uma reserva estável de valor”. O bilionário Mark Cuban chamou o Bitcoin de uma grande bolha prestes a estourar. O famoso futurista Ray Kurzweil disse algo semelhante em 2017:

“ Moedas como o dólar forneceram uma boa estabilidade ao longo da história. O Bitcoin não.”

Essas pessoas mencionadas acima são incrivelmente inteligentes e bem-sucedidas e, no entanto, perderam um dos mais óbvios padrões de longo prazo da história. Sim, o Bitcoin é instável a curto prazo. Mas e a longo prazo? É uma rocha sólida. Não acredita em mim? Vamos dar um rápido passeio pela estrada da história. Pois na verdade o Bitcoin tem sido o melhor investimento que alguém pode fazer. Vejamos.

Todos os anos comemoramos o Bitcoin Pizza day em 22 de maio, nessa data é comemorada a primeira vez que alguém usou o Bitcoin para comprar algo. Em 2010, Laszlo Hanycz pagou 10.000 Bitcoins por duas pizzas. Na época, o preço desses 10.000 Bitcoins valiam apenas US$ 41 dólares.

Agora, para relembrar esse dia, todos os anos, alguém escreve sobre quanto essas pizzas valem. Alguns anos atrás, esses 10.000 Bitcoins valiam US$ 7 milhões. Hoje eles valem cerca de US$ 83 milhões. No futuro, poderão valer US$ 1 bilhão se a previsão de um “maluco” do Twitter se concretizar.

De US$ 41 dólares pra US$7 milhões e atualmente US$ 83 milhões. Isso é instável? Você consegue lembrar de qualquer ativo em toda a história do homem com esse tipo de ROI, nesse curto espaço de tempo?

Compartilhe o artigo

Autor: Augusto Constantino

Augusto Bene Tomé Constantino é Moçambicano. Nasceu na cidade de Chimoio, província de Manica. Formado em Farmácia pela Universidade Zambeze, leciona curso de Licenciatura na Faculdade de Ciências de Saúde da UniZambeze. Trabalha com microencapsulação de compostos bioativos usando biopolímeros de origem vegetal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *