Preço do Bitcoin: qual será o próximo ciclo de valorização?

AssinaturasCriptomoedas
Visitas: 107

Qual será o próximo ciclo de valorização no preço do Bitcoin? Essa pergunta constitui um dos principais debates que estão ocorrendo no universo das criptomoedas. Existem diversas teorias que tentam prever esse movimento e justificar os motivos pelos quais o Bitcoin poderia atingir até os 50.000 USD.

Como precificar o Bitcoin?

Como todos sabem, o Bitcoin é o primeiro ativo digital escasso do mundo. Criado em 2009, a criptomoeda é considerada revolucionária por diversos especialistas que observam uma grande utilidade do ativo em breve.

Entretanto, como se trata de um ativo muito recente, existem poucos modelos que conseguem precificá-lo. Aposto que nem você sabe ao certo qual deveria ser o real preço do Bitcoin.

Existe uma lei que é universal em termos de precificação, a lei da oferta e demanda, e por ela que tentaremos precificar o BTC.

A criptomoeda possui uma curva de oferta inelástica (fixa em 21 milhões de unidades), logo, sua oferta não afeta tanto o preço do ativo, e o que fará ele se valorizar é a demanda por ele…

Uma das teorias mais conhecida para a projeção da adoção de inovações tecnológicas é a Curva de Rogers. Essa teoria, que já foi aplicada para prever a adoção da internet, uso de automóveis, entre outros, mostra que a adoção de uma tecnologia começa de forma lenta e, apenas após a sua validação, passa a ocorrer de forma exponencial.

Tenho certeza de que, ao olhar essa curva, você deve ter pensando: “essa curva não representa o preço do BTC, ele é muito mais volátil e inconstante do que esse gráfico mostra”.

Será então que o preço do Bitcoin não se comporta de acordo com a demanda pelo ativo? Ou a Curva de Rogers não é aplicada ao Bitcoin?

Calma, nenhuma dessas alternativas está correta. Se observarmos o preço da criptomoeda desconsiderando os momentos de Bolhas Especulativas (que são frentes no ativo), pode-se perceber o crescimento no valor desse de forma crescente e consistente e correlacionada com a sua adoção.

A valorização do preço do Bitcoin se comporta como uma bolha (e volátil) em alguns períodos?

Um outro fenômeno que ocorre comumente em grandes inovações, os ciclos de Hypes tecnológicos.

Semelhantemente ao que ocorreu com a maioria das “empresas.com” nos anos 2000, é normal que no início de uma grande inovação ocorra ciclos de hypes de adoção que impulsiona o preço daquele ativo momentaneamente e, após uma série de expectativas frustradas, parte dos investidores sai desse mercado.

Você deve se lembrar da euforia que foi nos anos 2000, com o surgimento da internet, e a decepção ao perceber que ela não supria todos os problemas do mundo naquela época, sendo esse um exemplo perfeito de Hype Tecnológico.

Esses Hypes fazem com que as inovações tecnológicas, em seu início, apresentem um comportamento semelhante ao de bolhas financeiras, o que causa uma alta volatilidade para esses ativos e fazem com que esses apresentem ciclos de valorização e desvalorização, marcando eras de desenvolvimento e amadurecimento dessa nova inovação.

Leia também:

Um exemplo disso, foi a Intel, que apresentou uma valorização exponencial nos anos 2000 e rapidamente se desvalorizou, assim como a Amazon, Apple e muitas outras… Esse movimento te lembrou de algo? Talvez do Bitcoin em 2017!

hype da itel pode explicar a valorização do preço do bitcoin

Os ciclos de Hype do Bitcoin

Ao longo da história do Bitcoin é possível observar três grandes ciclos de Hype:

  1. Movimento Cyberpunk: o primeiro foi entre junho de 2010 e julho de 2012, em que o preço iniciou nos 0,08 USD, atingiu sua alta em 29,60 USD e terminou o ciclo nos 6,70 USD, sendo movido pelo movimento cyberpunk e o início da Mt. Gox.
  2. Grandes Exchanges: a segunda valorização no preço do Bitcoin movida pelo Hype foi entre agosto de 2012 a junho de 2015, como preço iniciando 6,65 USD, atingindo sua alta em 1.231 USD e finalizando o ciclo a 263 USD, sendo movido pelo início do desenvolvimento de grandes exchanges como a Coinbase, Bitmex e Kraken.
  3. Infraestrutura, regulação e ICOs: o seu mais recente ciclo foi entre agosto de 2015 a março de 2019, com o preço saindo de uma mínima à 258 USD, atingindo a ATH 19.365 USD e recuando até os 4.095 USD, sendo um período marcado pela criação de infraestrutura e regulação do mercado de criptomoedas (como a Bitlicense) e o Hype pelas ICOs, tenho certeza que você se lembra.

Ao observar esses ciclos é possível concluir três pontos principais: cada vez mais esses ciclos estão sendo mais extensos; após o final de cada uma dessas eras o Bitcoin apresentou uma grande evolução em sua estrutura, e todos esses ciclos foram marcados por períodos de estruturação anteriores ao início deles.

Todos esses foram marcados de indícios claros antes de ocorrerem e quebraram grandes paradigmas em relação à criptomoeda.

Qual será o motivo do próximo ciclo de valorização do Bitcoin?

Provavelmente haverá investidores institucionais. Esse é o motivo para a próxima grande valorização do Bitcoin, de maneira que, assim como nos ciclos anteriores, o mercado está mostrando indícios evidentes disso.

O primeiro e mais claro é a mudança de comportamento dos investidores institucionais em relação ao ativo digital. Há poucos anos o Bitcoin era muito criticado pelo mercado tradicional e considerado um ativo sem valor. Hoje, diversos investidores e fundos de investimento estão entrando nesse mercado, a exemplo disso, temos Paul Tudor, um dos principais gestores norte-americanos usando o Bitcoin como diversificador em seu portfólio.

O segundo é o fato de que, cada vez mais, está sendo criado infraestrutura para suportar os investidores institucionais, como a evolução de regulações, criação de exchanges próprias para investidores institucionais, desenvolvimento de fundos de investimentos em criptomoedas, criação de tecnologias e soluções de custódia e muito mais!

Mais uma razão para você comprar BTC não importando o preço.

Fonte: cointtimes.com.br

Você Irá Gostar

Maior mineradora de ouro do mundo realiza primeira venda em blockchain
Menu