fbpx

8 semanas de prática de ioga pode tratar artrite

8 semanas de prática de ioga pode tratar artrite

Tratar artrite tem sido desafiador. No entanto, uma nova pesquisa, publicada na revista Neurology Restorative and Neuroscience, descobriu que um regime de 8 semanas de ioga intensiva ameniza tanto os sintomas físicos da artrite reumatóide como o sofrimento psicológico que geralmente acompanha a doença.

Ioga pode ajudar aqueles que vivem com artrite reumatóide para alcançar a remissão.

Dr. Rima Dada, Ph.D., professor do Departamento de Anatomia do Instituto de Ciências Médicas da Índia, em Nova Delhi, liderou a nova pesquisa .

A artrite reumatoide (AR) é uma condição inflamatória crônica que afeta aproximadamente 1,3 milhão de pessoas nos Estados Unidos. A doença é provavelmente auto-imune, o que significa que o sistema imunológico confunde os próprios tecidos e cartilagens do corpo como estranhos e os ataca.

A recuperação de um paciente com AR depende de vários fatores e alguns dos quais são psicológicos. A depressão , por exemplo, ocorre frequentemente no AR, e isso pode afetar negativamente o resultado de uma pessoa.

Neste contexto, o Dr. Dada e a equipe se perguntaram se uma intervenção mente-corpo baseada na ioga poderia aliviar os sintomas depressivos em AR e ajudar a alcançar a remissão desta doença crônica.

Ioga ajuda na remissão a nível celular

Para descobrir, Dr. Dada e colegas examinaram os efeitos da prática intensiva de ioga em 72 pessoas com AR.

Os cientistas dividiram os participantes do estudo em dois grupos. Ambos os grupos continuaram a tomar medicamentos antirreumáticos modificadores da doença (DMARDs), que são os medicamentos que os médicos geralmente prescrevem para essa condição.

Além disso, um grupo participou de sessões de ioga de 120 minutos cinco vezes por semana, durante 8 semanas. Os dois principais resultados que os pesquisadores avaliaram foram atividade da doença e gravidade da depressão.

Conheça a tuberculose, seus sinais, sintomas, diagnóstico e tratamente. LEIA AGORA

Após a intervenção, melhorias nos marcadores de neuroplasticidade, inflamação , saúde celular e envelhecimento celular – como o estresse oxidativo – mostraram que o ioga teve um efeito positivo naqueles que o praticavam.

Dr. Dada e seus colegas concluem: “ioga, uma intervenção mente-corpo restabeleceu a tolerância imunológica, ajudando a remissão no nível molecular e celular, juntamente com uma redução significativa na depressão.”

Ioga pode tratar artrite

“Assim, nessa artrite inflamatória com um componente psicossomático importante, a ioga pode ser usada como terapia complementar / adjunta”. Isto é, a ioga pode ajudar a tratar artrite reumatóide.

O principal autor do estudo relata: “Nossas descobertas mostram melhorias mensuráveis ​​para os pacientes no grupo de teste, sugerindo um papel imuno-regulador da prática de ioga no tratamento da AR”.

“Um regime intensivo de ioga”, continuou ela, “concomitantemente à terapia medicamentosa de rotina induziu remissão molecular e restabeleceu a tolerância imunológica. Além disso, reduziu a gravidade da depressão ao promover a neuroplasticidade”.

Ela prossegue explicando os mecanismos responsáveis ​​por esses efeitos benéficos. “A ioga facilita a capacidade da mente de afetar a função corporal e os sintomas mediados por uma variedade de vias a jusante e trazem tolerância imunológica natural.”

O pesquisador observa que as pessoas poderiam suplementar drogas para AR “com intervenções alternativas e complementares, como ioga para aliviar os sintomas em ambos os níveis físico e psicossomático”.

“Nossos resultados fornecem evidências de que a ioga modifica positivamente a patobiologia da autoimunidade em níveis celulares e moleculares, visando as comunicações mente-corpo”, diz ela.

“Mais pesquisas são necessárias para a exploração de possíveis mecanismos subjacentes ao efeito cumulativo do yoga em múltiplas vias a nível celular.”


Dr. Rima Dada

Adaptado de Medical News Today