Como a infecção pelo HIV aumenta o risco de tuberculose

infecção pelo HIV aumenta o risco de tuberculose

A infecção pelo HIV aumenta o risco de tuberculose principlamente pelo facto de que ele debilita o sistema imunológico de um indivíduo. Apesar desta infecção não ser a única causa para aparição da tuberculose, ela é considerada uma das principais.

Entenda tudo sobre a tuberculose: causas, sintomas e tratamento em Moçambique. LEIA AGORA

Acredita-se que uma em cada três pessoas em todo o mundo esteja infectada pelo Mycobacterium tuberculosis (Mtb), mas a maioria permanece saudável porque seu sistema imunológico mantém o patógeno sob controle.

A infecção por HIV aumenta o risco de tuberculose, ou por outra, aumenta o drasticamente o risco de infecção por Mtb se transformar em tuberculose ativa (TB), uma doença com risco de vida. Aforma exata de como a infecção pelo HIV afeta a capacidade do sistema imunológico e ativar a TB ainda é pouco compreendida.

Entenda como a infecção pelo HIV aumenta o risco de tuberculose

Um estudo publicado no PLOS Pathogens sugere que não é um enfraquecimento geral do sistema imunológico pelo HIV que inicialmente leva à perda do controle do Mtb, mas sim que o HIV está associado a uma falha na prevenção de respostas imunes prejudiciais.

À medida que a doença do HIV progride, o foco enfraquecido do sistema imunológico nas respostas antivirais deixa em grande parte indefesa contra o patógeno Mtb.

Mahdad Noursadeghi, da University College London, Reino Unido, e colegas, realizaram uma análise detalhada da resposta imune ao Mtb em indivíduos em diferentes estágios da infecção pelo HIV.

Eles usaram o teste tuberculínico padrão (TST), uma injeção estéril de proteínas Mtb purificadas na pele do antebraço, e mediram a atividade de todos os genes possíveis no tecido do local da injeção de participantes voluntários 48 horas depois, para caracterizar a resposta imune em detalhes abrangentes.

Os pesquisadores começaram com voluntários HIV-negativos que tinham TB ativa, e encontraram uma assinatura específica do gene TST produzida em resposta à injeção.

Eles então compararam a assinatura de TST com perfis publicados de expressão gênica de locais de doença ativa da TB no pulmão, bem como com padrões de expressão gênica no sangue circulante de pacientes com TB ativa.

Eles descobriram que as mudanças na expressão gênica dentro da TST reproduzem com mais precisão os padrões moleculares no local da TB ativa do que as alterações no sangue periférico, e usam isso para quantificar o recrutamento de células imunes e uma ampla gama de outras respostas imunes específicas.

Para investigar os efeitos do HIV, os pesquisadores compararam as assinaturas de HIV negativos com aqueles de pacientes HIV-positivos com TB ativa, e descobriram que um efeito predominante da infecção precoce pelo HIV era diminuir um componente específico da resposta imune chamada IL-1. 10 que geralmente amortece a inflamação prejudicial.

Em um individuo HIV-positivo mais avançado, eles não encontraram quase nenhuma resposta imune protetora ao Mtb. Em vez disso, eles observaram respostas isoladas de interferon, que geralmente estão envolvidas na proteção antiviral, mas também podem enfraquecer as defesas anti-TB.

Quando os pacientes iniciam a medicação anti-HIV, alguns indivíduos co-infectados com HIV e Mtb desenvolvem uma condição perigosa chamada TB-IRIS (“síndrome inflamatória de reconstituição imune”).

À medida que o sistema imunológico de tais pacientes se recupera, ele responde ao Mtb com uma resposta inflamatória avassaladora que pode ser fatal.

Quando os pesquisadores estudaram o perfil do TST nesses pacientes, eles descobriram que a maior parte do sistema imunológico havia se recuperado para níveis normais, mas que o equilíbrio foi interrompido porque um tipo particular de resposta imune, chamada imunidade do tipo Th2, está associada a asma e alergias, era muito mais forte que o normal.

“Usando o perfil transcricional do TST”, concluem os pesquisadores que, “identificaram novos e diversos mecanismos moleculares pelos quais as respostas imunes humanas ao Mtb são desreguladas em pacientes co-infectados pelo HIV”.

Se validados por estudos adicionais, eles esperam que seus resultados avancem no desenvolvimento de novas terapias para TB, modificando respostas imunes.

Apesar disso, pode-se afirmar que o HIV aumenta o risco de tuberculose de certa forma.