Pulmões: funções, doenças e condições

Os pulmões são dois órgãos esponjosos localizados dentro da caixa torácica. O pulmão direito é dividido em 3 partes, conhecidas como lobos, enquanto o pulmão esquerdo possui 2 lobos.

O pulmão esquerdo é menor, porque o coração está localizado desse lado do corpo.

Estes órgãos são uma parte importante do sistema respiratório e gerenciamento de resíduos para o corpo. Ou seja, o principal trabalho do sistema respiratório é mover o ar fresco para o corpo e remover os gases residuais.

Normalmente, os pulmões de um homem podem reter mais ar do que os de uma mulher. Em repouso, os pulmões de um homem podem conter cerca de 750 centímetros cúbicos (cc)de ar, enquanto os de uma mulher podem conter de 285 a 393 cc de ar.

Partes e função dos pulmões

Normalmente os adultos fazem de 15 a 20 respirações por minuto, o que equivale a cerca de 20.000 respirações por dia. Os bebês tendem a respirar mais rápido que os adultos.

Por exemplo, a frequência respiratória normal de um recém-nascido é cerca de 40 vezes por minuto, enquanto a frequência respiratória média em repouso para adultos é de 12 a 16 respirações por minuto.

Embora a respiração pareça simples, é um processo muito complexo.

Os lobos são feitos de tecido esponjoso, cercado por uma membrana chamada pleura, que separa os pulmões da parede torácica.

Cada metade do pulmão tem seu próprio saco de pleura. É por isso que, quando um pulmão é perfurado, o outro pode continuar trabalhando.

Quando os pulmões se expandem puxam o ar para dentro do corpo. Quando comprimem, expelem dióxido de carbono, um gás residual produzido pelos corpos.

Porém, os pulmões não têm músculos para bombear e expelir ar. O diafragma e a caixa torácica essencialmente bombeiam os pulmões.

Quando uma pessoa respira, o ar viaja pela garganta e entra na traquéia. A traquéia se divide em passagens menores chamadas de tubos brônquicos. Os tubos brônquicos entram em cada pulmão.

Os tubos brônquicos se ramificam em subdivisões menores ao longo de cada lado do pulmão.

Os ramos menores são chamados bronquíolos e cada bronquíolo tem um saco de ar, também chamado alvéolo.

Existem cerca de 480 milhões de alvéolos nos pulmões humanos.

Processo da troca gasosa e limpeza dos sistema respiratório

Os alvéolos têm muitas veias capilares em suas paredes. O oxigênio passa através dos alvéolos, para os capilares e para o sangue. É transportado para o coração e bombeado por todo o corpo para os tecidos e órgãos.

À medida que o oxigênio entra na corrente sanguínea, o dióxido de carbono passa do sangue para os alvéolos e depois sai do corpo.

Esse processo é chamado de troca gasosa.

Quando uma pessoa respira superficialmente, o dióxido de carbono se acumula dentro do corpo. Esse acúmulo causa bocejo.

Os pulmões têm uma maneira especial de se proteger. Os cílios, que parecem pêlos muito pequenos, revestem os tubos brônquicos.

Os cílios acenam para frente e para trás, espalhando muco na garganta, para que possam ser dissipados pelo corpo. Portanto o muco limpa os pulmões e os livra de poeira, germes e outros itens indesejados que podem acabar nos pulmões.

Condições e doenças pulmonares

Os pulmões podem ter uma ampla gama de problemas que podem advir de genética, maus hábitos, dieta e vírus não saudáveis.

Doenças pulmonares que afetam as vias aéreas

Sabe-se que traquéia se ramifica em brônquios, que por sua vez se tornam tubos menores ao longo dos pulmões. As doenças que podem afetar essas vias aéreas incluem:

  • Asma, caracterizada por vias aéreas constantemente inflamadas e podem sofrer espasmos, causando chiado e falta de ar.
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).
  • Bronquite crônica.
  • Enfisema.
  • Bronquite aguda, é geralmente causada por um vírus.
  • Fibrose cística. nessa condição há problemas para remoção do muco dos brônquios. Isso pode levar a infecções pulmonares repetidas.

Doenças pulmonares que afetam alvéolos

As doenças pulmonares que afetam seus alvéolos incluem:

  • Pneumonia. Infecção dos alvéolos, geralmente por bactérias ou vírus, incluindo o coronavírus que causa o COVID-19.
  • Tuberculose.
  • Enfisema. Isso acontece quando os elos frágeis entre os alvéolos são danificados. Fumar é a causa usual. (O enfisema também limita o fluxo de ar, afetando as vias aéreas.)
  • Edema pulmonar.
  • Câncer de pulmão. Tem muitas formas e pode começar em qualquer parte dos pulmões. Geralmente acontece na parte principal do pulmão, dentro ou perto dos sacos aéreos.
  • Síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA).
  • Pneumoconiose. Esta é uma categoria de condições causada pela inalação de algo que fere os pulmões. Exemplos incluem doenças do pulmão negro por poeira de carvão e asbestose por poeira de amianto .

Doenças Pulmonares que Afetam Vasos Sanguíneos

O lado direito do coração recebe sangue das veias com pouco oxigênio. Bombeia sangue para os pulmões através das artérias pulmonares. Esses vasos sanguíneos também podem ter doenças, tais como:

  • Embolia pulmonar (PE). Um coágulo sanguíneo (geralmente em uma veia profunda da perna) interrompe, viaja para o coração e é bombeado para os pulmões. O coágulo fica preso na artéria pulmonar, geralmente causando falta de ar e baixos níveis de oxigênio no sangue.
  • Hipertensão pulmonar. Muitas condições podem causar pressão alta nas artérias pulmonares. Isso pode levar à falta de ar e dor no peito. Se o seu médico não encontrar uma causa, eles chamarão de hipertensão arterial pulmonar idiopática .

Doenças pulmonares que afetam a pleura

A pleura é o revestimento fino que envolve o pulmão e reveste o interior da parede torácica. Uma pequena camada de líquido permite que a pleura na superfície do pulmão deslize pela parede torácica a cada respiração. As doenças pulmonares da pleura incluem:

  • Derrame pleural. O líquido se acumula no espaço entre o pulmão e a parede torácica. Pneumonia ou insuficiência cardíaca geralmente causa isso. Derrames pleurais grandes podem dificultar a respiração e podem precisar ser drenados.
  • Pneumotórax. O ar pode entrar no espaço entre a parede torácica e o pulmão, colapsando o pulmão.
  • Mesotelioma. Esta é uma forma rara de câncer que se forma na pleura. O mesotelioma tende a acontecer várias décadas depois que se entra em contato com o amianto.

Doenças pulmonares que afetam a parede torácica

As doenças que afetam a parede torácica incluem:

  • Síndrome de hipoventilação da obesidade. Um peso extra no peito e na barriga pode dificultar a expansão do peito. Isso pode causar sérios problemas respiratórios .
  • Distúrbios neuromusculares. Você pode ter problemas para respirar quando os nervos que controlam seus músculos respiratórios não funcionam da maneira que deveriam. Esclerose lateral amiotrófica e miastenia gravis são exemplos de doença pulmonar neuromuscular.

Referências

Consulte:

  1. Webmed. Visão geral das doenças pulmonares.
  2. Livecience. Pulmões: fatos, funções e doença.
  3. Associação Americana de câncer. O que é câncer de pulmão.
Augusto Constantino

Augusto Bene Tomé Constantino é Moçambicano. Nasceu na cidade de Chimoio, província de Manica. Formado em Farmácia pela Universidade Zambeze, leciona curso de Licenciatura na Faculdade de Ciências de Saúde da UniZambeze. Trabalha com microencapsulação de compostos bioativos usando biopolímeros de origem vegetal.

Este site usa Cookies para melhorar a sua navegação.

Saiba Mais