1. Página inicial
  2. Bulas de medicamentos
  3. Cotrimoxazol (Sulfametoxazol + Trimetoprim)

Cotrimoxazol (Sulfametoxazol + Trimetoprim)

Cotrimoxazol é um antibiótico usado para tratar certas infecções bacterianas, como pneumonia (uma infecção pulmonar), bronquite (infecção dos tubos que levam aos pulmões) e assim como infecções do trato urinário, ouvidos e intestinos. Além disso, cotrimoxazol serve para tratar a diarreia de “viajantes”.

Geralmente o cotrimoxazol apresenta-se em comprimido de 480 mg. Sendo que 400 mg de Sulfametoxazol (SMX) e 80mg de Trimetoprim (TMP). O cotrimoxazol serve para tratar muitas infeções do sistema respiratório, sistema digestivo e urinário.

O cotrimoxazol age parando a multiplicação de bactérias no nosso organismo. Portanto, se diz que o mecanismo de ação é por meio de inibição do crescimento bacteriano.

Como tomar?

O cotrimoxazol pode estar na forma de comprimido e suspensão (líquido) para administração oral. Mas você deve seguir as instruções do rótulo da receita cuidadosamente e peça ao seu médico ou farmacêutico para explicar qualquer coisa que você tenha dúvida.

É importante que você cumpra a recomendação médica para tomar o cotrimoxazol. Ou seja, não deve tomar a mais, nem a menos e nem tome com mais frequência do que o prescrito pelo seu médico.

Você deve começar a se sentir melhor durante os primeiros dias de tratamento com cotrimoxazol. Se seus sintomas não melhorarem ou se agravarem, chame seu médico ou volte ao hospital.

Agite bem o líquido antes de cada uso para misturar o medicamento uniformemente.

Tome cotrimoxazol até terminar a receita, mesmo que se sinta melhor. Não pare de tomar cotrimoxazol sem falar com seu médico. Porque se você parar de tomar cotrimoxazol muito cedo ou pular as doses, sua infecção pode não ser completamente tratada e a bactéria pode se tornar resistente aos antibióticos.

Que instruções dietéticas especiais devo seguir?

A menos que seu médico lhe diga o contrário, continue sua dieta normal.

Beba muitos líquidos durante o tratamento com cotrimoxazol.

Indicações do cotrimoxazol

É eficaz no tratamento de infecções por:

  • Cocos gram-positivos, como S. pyogenes, S. pneumoniae, S. viridans e algumas estirpes de S. aureus e S. epidermidis.
  • Muitas enterobacteriáceas, incluindo Salmonella, Shigella, E. coli, Proteus, Enterobacter, Acinetobacter; H. influenza e M. catarrhalis;
  • É também activa contra N. gonorrhoea, H. ducrey, Legionella, Listeria monocitogens, Yersinia enterocolítica e Nocardia;

Está particularmente indicada em infecções do trato urinário, prostatites e infecções das vias aéreas. Além disso, o cotrimoxazol é uma alternativa satisfatória ao cloranfenicol na febre tifóide e na gastroenterite por shigella.

É o fármaco de eleição no tratamento e prevenção de infecções por P. carinii (P. jiroveci) em doentes imunodepremidos.

Esse medicamento pode ser usado em pequenas doses para prevenção de infecções urinárias; bem como na agudização da bronquite crónica.

Ele também é indicado para prevenção da toxoplasmose, nocardiose e infecção por Isospora belli.

Doses do Cotrimoxazol (Sulfametoxazol + Trimetoprim)

Como tomar? Geralmente as doses indicadas para este antibiótico são expressas em função do sulfametoxazol (SMX).

No entanto, as doses usuais para adultos e criança com mais de 40 kg são de 2 comprimidos (comp.) de 12 em 12 h. Pode ser que seu médico aumente para 3 comp. de 12/12 h se você tiver infecções graves; ou pode diminuir para 1 comp. de 12 em 12 h se o tratamento durar mais de 14 dias.

Além disso, crianças com mais de 2 meses é recomendado 20 mg/kg de SMX de 12 em12 h; ou para crianças de 2 a 5 meses, 1/4 de comp. de 12 em 12 h; de 6 meses-5 anos, 1/2 comp. de 12 em 12 h; e de 6-12 anos, 1 comp. de 12 em 12 h.

Se estiver com alguma dúvida, converse sempre com seu médico sobre como você deve tomar o cotrimoxazol, principalmente para crianças.

Doses para infecções específicas

  • No tratamento de infecções por P. carinii. Nestes casos, os médicos costuma usar doses elevadas, chegam a usar 100 mg de SMX por kg de peso do paciente em um dia; mas a dose é dividida em 4 tomas, durante 14-21 dias. Mas, seu médico pode preferir o medicamento injectável se o seu caso for muito grave; E pode associar prednisolona.
  • Na prevenção de infecções por P. carinii. Os medicos costuma monitorar os níveis de células T-CD4 (células protetoras do sistema imunológico); se a contagem dessas células for menor que 200/mm cúbicos de sangue no adulto ou com qualquer valor nas crianças, a recomendação é de 1 comp/dia ou 2 comp. 3 vezes por semana para adultos; e 25 mg por kg de peso da criança de SMX diário.
  • Na prevenção da infecção por T. gondii. Nestes casos, médicos verificam se a contagem das células CD4 é menor que 100/mm cúbicos no adulto e em princípio, com qualquer valor de CD4 nas crianças. Daí eles podem administrar: 2 comp/dia para adultos; e 25 mg/kg para crianças.
  • No tratamento da infecção por I. belli: no adulto 2 comp. de 6/6 h durante 10 dias, podendo requerer dose de manutenção de 1-2 comp./dia durante 3 semanas.
  • Nas úlceras genitais (H. ducrey): 2 comp. de 12 /12 h durante 7 dias .
  • Na prevenção das infecções que se repetem várias vezes no trato urinário: a)Adultos: 1 comp/dia ao deitar. b) Crianças: (preferir suspensão oral) 5 mg/kg/dia de SMX ao deitar.

Cotrimoxazol suspensão oral

A suspensão oral de cotrimoxazol é fabricado para ser dado às crianças. Ele deve ser bem agitada antes de tomar. Além disso, se a solução não homogeinizar procure descartar e usar um frasco que homogeinize. Os médicos geralmente costumam recomendar tomar a suspensão oral de cotrimoxazol da seguinte forma:

  • de 6 a 12 anos: 10 mL de 12/12 h;
  • 6 meses a 5 anos: 5 mL de 12/12 h;
  • de 2-5 meses: 2,5 mL de 12/12h.

Atenção essas doses são de acordo com as seguintes quantidades dos componentes 200 mg de sulfametoxazol e 40 mg trimetoprim por 5 mL. Também pode ser que no frasco venha escrito 40+8/ml.

Efeitos secundários do cotrimoxazol

Os efeitos secundários frequentes do cotrimoxazol incluem anorexia, náusea, vómitos, erupções cutâneas ligeiras e prurido. No entanto, as discrasias e alergias são reações graves, apesar de serem muito mais raras.

As discrasias que falamos incluem a anemia hemolítica, púrpura trombocitopénica, agranulocitose, anemia aplástica e que são, no geral, reversíveis. Enquanto as reacções alérgicas, que ocorrem com uma certa frequência, podem ir desde o eritema fixo ao síndrome de Stevens-Johnson.

Raramente, podem ainda ocorrer, por exemplo, a colite pseudomembranosa, hepatotoxidade, nefrotoxicidade, depressão e confusão mental.

Contra-indicações

Antecedentes de alergia a sulfamidas; gravidez (toxicidade fetal); crianças menores de 6 semanas devido ao risco de kernicterus; insuficiência renal ou hepática; discrasias sanguíneas e porfiria.

Interações medicamentosas

As principais interações que o cotrimoxazol (ou Sulfametoxazol + Trimetoprim)apresenta são as seguinte:

  • anticoagulantes indiretos – aumento na sua atividade anticoagulante;
  • Derivados de ácido salicílico – potenciação da cotrimoxazol;
  • hipoglicemiantes e metotrexato – reforçar a sua acção;
  • Fenitoína e varfarina – redução da intensidade em seu metabolismo hepático e, como consequência, reforçar as acções;
  • Contraceptivos orais – reduzindo a sua eficácia;
  • Procainamida, procaína, benzocaína e outros meios, como resultado da hidrólise de que um P-aminobenzóico ácido – reduzindo a eficácia da co-trimoxazole;
  • Rifampicina – reduzindo a semi-vida de trimetoprim;
  • A pirimetamina em uma dose de 25 mg / semana – o risco de anemia megaloblástica;
  • P-amino-salicílico ácido, e fenitoína, barbitúricos – aumentou manifestações de deficiência de folato;
  • Drogas que suprimem hematopoiese da medula óssea – aumentam a probabilidade de mielossupressão;
  • Diuréticos (tiazidas muitas vezes) – o risco de trombocitopenia.

A colestiramina reduz a absorção do fármaco, por isso se deve levar 4-6 horas antes ou 1 hora depois de ter recebido o cotrimoxazol.

Com o uso simultâneo de sulfonamidas antimicrobianos com diuréticos (incluindo a furosemida) e hipoglicemiantes orais, não-sulfonilureia podem desenvolver cruzadas alergias.

Como armazenar ou conservar?

Mantenha este medicamento bem fechado na embalagem original. Por isso deve guardar à temperatura ambiente e longe do excesso de calor e umidade (não coloque no banheiro).

É importante manter todos os medicamentos fora da vista e do alcance das crianças. Porque muitos recipientes (como recipientes para comprimidos semanais e para colírios, cremes, adesivos e inaladores) não são resistentes a crianças e as crianças podem abri-los facilmente.

Para proteger as crianças contra envenenamento, sempre tranque as tampas de segurança e coloque imediatamente o medicamento em um local seguro – um que esteja longe e fora de sua vista e alcance.

Os medicamentos desnecessários devem ser descartados de maneiras especiais para evitar que animais de estimação, crianças e outras pessoas os consumam. No entanto, você não deve jogar este medicamento no vaso sanitário.

Mas a melhor maneira de descartar seu medicamento é por meio de um programa de devolução de medicamentos.

Contudo, fale com o seu farmacêutico ou entre em contato com o departamento de lixo / reciclagem local para saber mais sobre os programas de devolução em sua comunidade.

Considerações finais

Cumpra todas as consultas com o seu médico e com o laboratório. Além disso, seu médico pedirá alguns testes de laboratório para verificar sua resposta ao cotrimoxazol.

Antes de fazer qualquer teste laboratorial, diga ao seu médico e ao pessoal do laboratório que você está tomando cotrimoxazol.

Não deixe mais ninguém tomar sua medicação. Sua receita provavelmente não é recarregável. No entanto, se você ainda tiver sintomas de infecção após terminar o cotrimoxazol, chame seu médico.

É importante que você mantenha uma lista por escrito de todos os medicamentos prescritos e não prescritos (sem receita) que está tomando, bem como todos os produtos como vitaminas, minerais ou outros suplementos dietéticos.

Contudo, você deve trazer esta lista sempre que visitar um médico ou se for internado em um hospital. Porque também é uma informação importante para levar consigo em caso de emergência.

Para mais detalhes veja o formulário nacional de Medicamentos.

Ajude-nos a melhorar!

Se você notar um erro de digitação ou imprecisão no site, ficaremos gratos se você relatar.
Copie o texto que, em sua opinião, contém um erro.clique aqui para nos enviar um e-mail »

Compartilhe este artigo

Autor

Mais lidos

Menu