Cotrimoxazol (Sulfametoxazol + Trimetoprim)

download de fnm ou Formulario nacional de medicamentos de moçambique de moçambique

O cotrimoxazol apresenta-se em comprimido com 400 mg de Sulfametoxazol (SMX) e 80mg de Trimetoprim (TMP), que pode ser administrado via oral

INDICAÇÕES DO COTRIMOXAZOL:

(1) Eficaz no tratamento de infecções por: a) Cocos gram-positivos (S. pyogenes, S. pneumoniae, S. viridans e algumas estirpes de S. aureus e S. epidermidis); b) Muitas enterobacteriáceas (Salmonella, Shigella, E. coli, Proteus, Enterobacter, Acinetobacter); H. influenza e M. catarrhalis; c) É também activa contra N. gonorrhoea, H. ducrey, Legionella, Listeria monocitogens, Yersinia enterocolítica e Nocardia; d) Está particularmente indicada em infecções do tracto urinário, prostatites e infecções das vias aéreas; e) É uma alternativa satisfatória ao cloranfenicol na febre tifóide e na gastroenterite por shigella;

(2) É o fármaco de eleição no tratamento e prevenção de infecções por P. carinii (P. jiroveci) em doentes imunodepremidos.

(3) Em doses sub-terapêuticas é usado na profilaxia de infecções urinárias recidivantes, agudização da bronquite crónica.

(4) Está indicado também na toxoplasmose (profilaxia), nocardiose e infecção por Isospora belli.

Conheça o formulário nacional de Medicamentos

Doses do Cotrimoxazol (Sulfametoxazol + Trimetoprim):

Todas as doses indicadas são expressas em função do sulfametoxazol (SMX).

(1) Doses usuais: a) Adultos e criança com mais de 40 kg: 2 comp de 12 /12 h (aumentar para 3 comp. de 12/12 h em infecções graves e diminuir para 1 comp. de 12/12 h se o tratamento durar mais de 14 dias). b) Crianças com mais de 2 meses: 20 mg/kg de SMX de 12/12 h (ou de 2-5 meses: 1/4 comp. de 12/12 h; 6 meses-5 anos: 1/2 comp. de 12/12 h; 6-12 anos: 1 comp. de 12/12 h).

(2) No tratamento de infecções por P. carinii: usar doses elevadas, na ordem dos 100 mg/kg/dia de SMX dividida em 4 tomas, durante 14-21 dias (preferir forma injectável nos casos mais graves). Nas formas graves associar prednisolona.

(3) No profilaxia de infecções por P. carinii (CD4 menor que 200/mm3 no adulto e em princípio, com qualquer valor de CD4nas crianças): a)Adulto: 1 comp/dia ou 2 comp. 3x/semana. b) Criança: 25 mg/kg de SMX diário.

(4) Na profilaxia da infecção por T. gondii (CD4 menor que 100/mm3 no adulto e em princípio, com qualquer valor de CD4 nas crianças): a)Adulto: 2 comp/dia. b) Criança: 25 mg/kg de SMX diário.

(5) No tratamento da infecção por I. belli: no adulto 2 comp. de 6/6 h durante 10 dias, podendo requerer dose de manutenção de 1-2 comp./dia durante 3 semanas.

(6) Nas úlceras genitais (H. ducrey): 2 comp. de 12 /12 h durante 7 dias .

(7) Na profilaxia de infecções recidivantes do tracto urinário: a)Adultos: 1 comp/dia ao deitar. b) Crianças: (preferir suspensão oral) 5 mg/kg/dia de SMX ao deitar.

EFEITOS SECUNDÁRIOS:

São devidos sobretudo ao componente sulfamídico e incluem, com frequência, anorexia, náusea, vómitos, erupções cutâneas ligeiras e prurido. As reacções graves são mais raras e estão relacionadas com as discrasias sanguíneas e reacções alérgicas. Entre as primeiras incluem-se a anemia hemolítica em doente com deficit de G6PD, púrpura trombocitopénica, agranulocitose, anemia aplástica e que são, no geral, reversíveis. As reacções alérgicas, que ocorrem com uma certa frequência, podem ir desde o eritema fixo ao síndrome de Stevens-Johnson. Raramente, pod em aind a ocorrer: colite pseudomembranosa, hepatotoxidade, nefrotoxicidade, depressão e confusão mental.

CONTRA-INDICAÇÕES

Antecedentes de alergia a sulfamidas; gravidez (toxicidade fetal); crianças menores de 6 semanas devido ao risco de kernicterus; insuficiência renal ou hepática; discrasias sanguíneas e porfiria.

Interações medicamentosas

Reação de acoplamento é possível quando se usa Cotrimoxazol (ou Sulfametoxazol + Trimetoprim) em combinação com outros agentes:

  • anticoagulantes indiretos – aumento na sua atividade anticoagulante;
  • Derivados de ácido salicílico – potenciação da cotrimoxazol;
  • hipoglicemiantes e metotrexato – reforçar a sua acção;
  • Fenitoína e varfarina – redução da intensidade em seu metabolismo hepático e, como consequência, reforçar as acções;
  • Contraceptivos orais – reduzindo a sua eficácia;
  • Procainamida, procaína, benzocaína e outros meios, como resultado da hidrólise de que um P-aminobenzóico ácido – reduzindo a eficácia da co-trimoxazole;
  • Rifampicina – reduzindo a semi-vida de trimetoprim;
  • A pirimetamina em uma dose de 25 mg / semana – o risco de anemia megaloblástica;
  • P-amino-salicílico ácido, e fenitoína, barbitúricos – aumentou manifestações de deficiência de folato;
  • Drogas que suprimem hematopoiese da medula óssea – aumentam a probabilidade de mielossupressão;
  • Diuréticos (tiazidas muitas vezes) – o risco de trombocitopenia.

A colestiramina reduz a absorção do fármaco, deve-se levar 4-6 horas antes ou 1 hora depois de ter recebido o co-trimoxazole.

Com o uso simultâneo de sulfonamidas antimicrobianos com diuréticos (incluindo a furosemida) e hipoglicemiantes orais, não-sulfonilureia podem desenvolver cruzadas alergias.

Você pode gostar
FNM

Artigos Semelhantes

Menu