Sintomas digestivos são comuns em pacientes com COVID-19

sintomas digestivos em pacientes com COVID-19

O American Journal of Gastroenterology publicou um estudo que revela sintomas digestivos, incluindo diarréia, serem comuns em pacientes com COVID-19. O estudo vem do Grupo de Especialistas em Tratamento Médico Wuhan para COVID-19 na China.

Quase metade dos pacientes com COVID-19 inscritos no estudo realizado na província de Hubei, na China, apresentou sintomas digestivos, como diarréia e anorexia, e o citaram como principal queixa.

O estudo também revela que os pacientes com sintomas digestivos tiveram um intervalo mais longo entre o início dos sintomas e a internação hospitalar do que os pacientes que apresentavam apenas sintomas respiratórios e eram menos propensos a serem curados e receber alta do que aqueles sem sintomas digestivos.

Os autores recomendam que “o índice de suspeita talvez precise ser aumentado mais cedo em pacientes de risco que apresentam sintomas digestivos em vez de esperar que surjam sintomas respiratórios”.

O que é COVID-19?

A COVID-19 é uma doença, atualmente (06/2020) pandêmica, causada por um novo coronavírus chamado SARS-CoV-2. Os coronavírus são uma grande família de vírus de RNA com genomas que contêm até 32 kb.

Eles causam doenças tanto em humanos quanto em animais. Camelos, morcegos e gatos podem ser infectados por coronavírus, que causam doenças gastrointestinais ou respiratórias.

Em alguns casos, esses vírus animais podem pular para os seres humanos – observados primeiro em meados do século passado.

A maior parte da transmissão viral ocorre entre contatos próximos através de gotículas geradas durante uma tosse ou um espirro. Tocar, apertar as mãos, tocar as superfícies contaminadas com o vírus e levar a mesma mão aos olhos, boca ou nariz e, raramente, contaminação fecal-oral são todas as possibilidades.

Os sintomas digestivos na COVI-19 são únicos?

sintomas da covid-19

Segundo a OMS, os sintomas mais comuns do COVID-19 são febre, tosse seca e cansaço.

Outros sintomas que são menos comuns e podem afetar alguns pacientes incluem:

  • dores,
  • congestão nasal,
  • dor de cabeça,
  • conjuntivite,
  • dor de garganta,
  • diarréia,
  • perda de paladar ou olfato
  • erupção cutânea
  • descoloração dos dedos das mãos ou dos pés.

Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente. Algumas pessoas são infectadas, mas apresentam apenas sintomas muito leves.

A maioria das pessoas (cerca de 80%) se recupera da doença sem precisar de tratamento hospitalar. Cerca de 1 em cada 5 pessoas que recebe COVID-19 fica gravemente doente e desenvolve dificuldade em respirar.

As pessoas idosas e as que têm problemas médicos subjacentes, como pressão alta, problemas cardíacos e pulmonares, diabetes ou câncer, têm maior risco de desenvolver doenças graves.

No entanto, qualquer pessoa pode pegar o COVID-19 e ficar gravemente doente.

Pessoas de todas as idades que experimentam febre e / ou tosse associada a dificuldade em respirar / falta de ar, dor / pressão no peito ou perda de fala ou movimento devem procurar atendimento médico imediatamente.

Se possível, é recomendável ligar primeiro para o médico ou serviço de saúde, para que o paciente possa ser encaminhado para a clínica certa.

Leia mais

  • Pan, et al. Clinical Characteristics of COVID-19 Patients With Digestive Symptoms in Hubei, China, The American Journal of Gastroenterology: May 2020 – Volume 115 – Issue 5 – p 766-773. doi: 10.14309/ajg.0000000000000620
  • Han, et al. Digestive Symptoms in COVID-19 Patients With Mild Disease Severity, The American Journal of Gastroenterology: June 2020 – Volume 115 – Issue 6 – p 916-923. doi: 10.14309/ajg.0000000000000664
Você pode gostar

Artigos Semelhantes

Menu