A importância do pentateuco para os cristão

importância do pentateuco para os cristãos

A Torá para os Cristãos não é um livro exclusivista e unicamente restrito a judeus mas também nos trás ensinos preciosos quanto ao Messias (Yeshua), todos os gentios que creram, à exemplo do 1º século.

Noutras palavras, os gentios recém-chegados crentes no início da sua caminhada guardavam os 4 mandamentos de Atos 15.20 (1º não adorar ídolos; 2º Abster-se das relações sexuais ilícitas; 3º Abster-se da carne sufocada e 4º Abster-se do sangue).

Os gentios para aprenderem mais acerca da Torá teriam de freqüentar a sinagoga onde a Torá é ensinada para também saberem o porquê dos mandamentos do versículo anterior, embora não lhes foi barrado a aprendizagem do restante da Torá (Atos 15.21: “Porque Moisés tem, em cada cidade, desde os tempos antigos, os que pregam nas sinagogas, onde é lido todos os sábados”).

Temos evidências históricas de que os gentios observavam as Festas Bíblicas, a abstinência dos animais que não são alimento segundo Levítico 11 (1 Coríntios 5.7 e 8; Colossenses 2.16).

Mas por quê os gentios faziam isto? Porque eles entendiam que pelo enxerto na Comunidade de Israel (Romanos 11.17, 24; Efésios 2.12,13) eles também podiam e tinham direito de “participar dos valores espirituais dados para os judeus” (Romanos 15.27 com 9.4,5).

Isto porquê os gentios crentes davam importância à Torá, e sabiam que só teriam a ganhar com a observância (sem imposição legalística) das Festas Bíblicas , das Leis da Alimentação, etc.

Isto em nenhum momento é “judaizar” como alegam alguns, mas sim usufruir das bênçãos do Eterno mediante a observância legítima da Sua Torá (1 Timóteo 1.8) como instrumento não de meio de salvação, mas como um meio de preservá-la sem tratar a graça de Deus de maneira libertina (Judá [Judas] versículo 4)!

O Pentateuco moldou as nações. Encontramos nesse tesouro de antiqüíssimas doutrinas tradicionais, a Lei de Deus nos seus aspectos moral, cerimonial e civil, bem como a revelação da verdade. Nas narrativas, legislação, ritual, poesia e outros elementos, estão revelados o pecado do homem, a santidade e o amor de Deus com o seu perdão mediante o sacrifício de seu Filho na cruz do Calvário.

Compartilhe o artigo

Autor: Augusto Constantino

Augusto Bene Tomé Constantino é Moçambicano. Nasceu na cidade de Chimoio, província de Manica. Formado em Farmácia pela Universidade Zambeze, leciona curso de Licenciatura na Faculdade de Ciências de Saúde da UniZambeze. Trabalha com microencapsulação de compostos bioativos usando biopolímeros de origem vegetal.