1. Página inicial
  2. Saúde
  3. Sistema digestivo
  4. Abscesso anorretal: causas, sintomas e tratamento (com fotos)

Abscesso anorretal: causas, sintomas e tratamento (com fotos)

Um abscesso anorretal ocorre quando uma cavidade no ânus se enche de pus. Além da dor intensa, o abscesso pode causar fadiga, secreção retal e febre. No entanto, em alguns casos, os abcessos anais podem causar fístulas anais dolorosas; Isso ocorre quando o abscesso não consegue cicatrizar e se rompe na superfície da pele. Mas se um abscesso anal não cicatrizar adequadamente, provavelmente causará muita dor e o paciente precisará de cirurgia.

Nomes alternativos para esta condição incluem: Abscesso anal; Abscesso retal; Abscesso perirretal; Abscesso perianal; Abscesso glandular; Abscesso anorretal

Causas e riscos do abscesso anorretal

Um abscesso anal pode ser causado por uma infecção sexualmente transmissível ou infecção de uma fissura anal. Algumas outras condições que podem representar um risco incluem o seguinte:

Crianças com mais de um ano de idade com histórico de fissuras anais (lacerações no esfíncter anal) podem apresentam maior risco de abcessos anais ao longo do tempo. Embora esta condição afete mais homes e mulheres adultos.

Sintomas

Os sintomas mais comuns de um abscesso anorretal são inchaço ao redor do ânus e uma dor latejante e contínua na região anal. Normalmente, essa dor é mais intensa ao defecar. Além desses sinais, o abscesso anal pode causar:

  • constipação (dificuldade de defecar),
  • secreção retal ou sangramento
  • fadiga
  • inchaço ou sensibilidade da pele ao redor do ânus
  • Descarga de pus do reto
  • Fadiga, febre, suores noturnos e calafrios
  • Vermelhidão, tecido dolorido e endurecido na área do ânus

Algumas pessoas com abscesso anal podem notar um nódulo ou caroço vermelho, inchado e dolorido na borda do ânus. Além disso, a infecção pode causar febre e calafrios.

No entanto, para o caso de crianças, não há muitos sintomas comuns, além de dor ou desconforto, que possam incomodar a criança. Em bebês, o abscesso geralmente aparece como uma protuberância inchada, vermelha e sensível na borda do ânus. Portanto, o bebê pode ficar agitado e irritado por causa do desconforto.

Contudo, procure ajuda médica se você:

  • Observe secreção retal, dor ou outros sintomas de abscesso anorretal
  • Tiver febre, calafrios ou outros novos sintomas após o tratamento para essa condição
  • É diabético e a sua glicose no sangue torna-se difícil de controlar

Fotos do abscesso anorretal

Como um abscesso anorretal é diagnosticado?

Muitas vezes o diagnóstico de abscessos anais vem de um exame físico no qual o médico examina o reto do paciente em busca de nódulos característicos. Além disso, o médico também poderá verificar se há dor, vermelhidão e inchaço na região anal.

Se os abscessos são tão profundos que não podem ser detectados por um exame físico, o médico pode solicitar uma ressonância magnética (RM), tomografia computadorizada ou ultrassom para examinar o interior do canal anal e o reto inferior. Às vezes, o abscesso pode ser mais profundo do que um exame físico pode diagnosticar.

Tratamento

Raramente, os abscessos anais desaparecem por conta própria. Além disso, tomar somente antibióticos geralmente não trata abscesso. No entanto, se estes abscessos não forem tratados evoluem para fístulas anais dolorosas que podem exigir tratamento cirúrgico.

Sengundo o Medline, o tratamento envolve cirurgia para abrir e drenar o abscesso.

Possíveis Complicações

Com o tratamento imediato, as pessoas com abscesso anorretal geralmente ficam bem. Bebês e crianças pequenas geralmente se recuperam rapidamente.

  • A cirurgia geralmente é feita com remédios locais para anestesiar. Às vezes, a anestesia geral é usada.
  • A cirurgia é geralmente um procedimento ambulatorial, o que significa que você vai para casa no mesmo dia. O cirurgião corta o abscesso e drena o pus. Às vezes, um dreno é colocado para manter a incisão aberta e drenando, e às vezes a cavidade do abscesso é preenchida com gaze.
  • Se a coleção de pus for profunda, pode ser necessário ficar mais tempo no hospital para controle da dor e cuidados de enfermagem do local de drenagem do abscesso.
  • Após a cirurgia, você pode precisar de banhos de assento mornos (sentar em uma banheira de água morna). Isso ajuda a aliviar a dor e reduzir o inchaço.

Os abscessos drenados geralmente ficam abertos e não são necessários pontos.

O cirurgião pode prescrever analgésicos e antibióticos.

Evitar a constipação ajudará a diminuir a dor. Você pode precisar de amaciantes de fezes. Beber líquidos e comer alimentos com muitas fibras também pode ajudar.

Se o paciente for diabético, o médico pode solicitar que ele fique alguns dias no hospital para verificar se há infecção.

No entanto, podem ocorrer complicações quando o tratamento é adiado, que podem incluir:

  • Fístula anal (conexão anormal entre o ânus e outra estrutura)
  • Infecção que se espalha para o sangue ( sepse )
  • Dor contínua
  • O problema aparece continuamente (recorrência)

Prevenção do abscesso anorretal

Embora ainda não haja muitas informações sobre como prevenir abcessos retais, existem algumas orientações que o paciente pode seguir, como:

  • Proteger-se das DSTs e o tratamento imediato são importantes para qualquer infecção.
  • O uso de preservativo, especialmente durante o sexo anal, é fundamental na prevenção de DSTs que podem causar abcessos anorretais.
  • Uma boa higiene e limpeza na região anal é uma proteção importante para crianças e adultos.

Em bebês e crianças pequenas, as trocas frequentes de fraldas e a limpeza adequada durante as trocas podem ajudar a prevenir fissuras anais e abcessos.

Compartilhe este artigo

Autor

Mais lidos

Menu