Autocuidados para Conjuntivite: Como Aliviar e Prevenir em Casa

Visitas: 485
autocuidados para conjuntivite

Antes mesmo de tratar sobre os autocuidados para conjuntivite,  é importante saber o que é e como se manifesta esta enfermidade. A conjuntivite é uma inflamação comum da membrana transparente (conjuntiva) que reveste a parte interna das pálpebras e a superfície do globo ocular. Esta condição pode ser causada por vírus, bactérias, alérgenos ou agentes irritantes, resultando em sintomas como vermelhidão nos olhos, coceira, secreção e sensação de areia nos olhos. Embora geralmente não seja grave, a conjuntivite pode ser desconfortável e contagiosa, requerendo cuidados adequados para alívio dos sintomas e prevenção de complicações.

Sintomas Comuns da Conjuntivite

Antes de explorarmos os autocuidados, é importante reconhecer os sinais típicos da conjuntivite, que podem variar dependendo da causa:

  1. Vermelhidão nos Olhos: Os olhos podem parecer vermelhos e inflamados devido à dilatação dos vasos sanguíneos na conjuntiva.
  2. Secreção Ocular: Pode ocorrer secreção aquosa, mucosa ou purulenta nos cantos dos olhos, especialmente ao acordar.
  3. Coceira e Irritação: Os olhos afetados podem coçar intensamente, levando à necessidade de coçar frequentemente.
  4. Sensação de Corpo Estranho: Algumas pessoas relatam sentir como se tivessem areia ou um corpo estranho nos olhos.
  5. Sensibilidade à Luz: A luz intensa pode ser desconfortável para os olhos afetados.
  6. Visão Embaçada: Em casos mais graves, a visão pode ficar temporariamente comprometida.

Tipos de Conjuntivite e Causas

Existem três principais tipos de conjuntivite, cada um com suas próprias causas e características:

  1. Conjuntivite Viral: Causada por vírus, como os que também causam resfriados comuns. É altamente contagiosa e pode se espalhar facilmente através do contato direto. Os sintomas incluem vermelhidão leve a moderada nos olhos, secreção aquosa e leve coceira. Geralmente afeta um olho primeiro e depois o outro.
  2. Conjuntivite Bacteriana: Resulta de uma infecção bacteriana, com sintomas mais intensos de secreção purulenta (amarelada) e crostas nos cílios ao acordar. Os olhos ficam bastante vermelhos e podem ter uma sensação de queimação. A conjuntivite bacteriana é contagiosa e pode se espalhar rapidamente em ambientes fechados.
  3. Conjuntivite Alérgica: Desencadeada por alérgenos como pólen, pelos de animais ou produtos químicos. É comum ocorrer sazonalmente e pode afetar ambos os olhos. Os sintomas incluem olhos vermelhos, lacrimejamento, coceira intensa e inchaço das pálpebras. A secreção é geralmente aquosa.

Sintomas Específicos de Cada Tipo de Conjuntivite

  • Conjuntivite Viral: Além dos sintomas gerais, pode haver sensibilidade à luz (fotofobia) e uma sensação de corpo estranho nos olhos.
  • Conjuntivite Bacteriana: A secreção purulenta é um sintoma característico, muitas vezes acompanhada de inchaço ao redor dos olhos e pálpebras.
  • Conjuntivite Alérgica: Os sintomas são geralmente mais associados à coceira intensa, espirros frequentes e nariz escorrendo, além dos sintomas oculares.

Autocuidados para Conjuntivite em Casa

Embora o tratamento médico possa ser necessário em alguns casos, muitas pessoas podem aliviar os sintomas da conjuntivite em casa seguindo algumas medidas simples de autocuidado. Aqui estão algumas dicas eficazes:

1. Higiene Ocular Adequada:

Para ajudar a reduzir a propagação da conjuntivite e aliviar os sintomas, é essencial manter uma boa higiene ocular:

  • Lave as Mãos Regularmente: Antes e depois de tocar nos olhos ou aplicar qualquer tipo de colírio.
  • Evite Coçar os Olhos: Isso pode espalhar a infecção ou irritar ainda mais os olhos.
  • Use Lenços Descartáveis: Para limpar suavemente as secreções oculares e evitar o uso de toalhas que possam espalhar a infecção.

2. Compressas Frias:

  • Reduzem a Inflamação: Aplique compressas frias sobre os olhos fechados por cerca de 10-15 minutos várias vezes ao dia para aliviar a vermelhidão e a irritação.

3. Colírios Lubrificantes:

  • Aliviam a Secura e Irritação: Colírios lubrificantes sem conservantes podem ajudar a aliviar a sensação de secura e desconforto nos olhos. Alguns exemplos incluem:
    • Refresh Tears (Carboximetilcelulose sódica): Aplique 1 ou 2 gotas no(s) olho(s) afetado(s) conforme necessário, até 4 vezes ao dia.
    • Systane Ultra (Polietilenoglicol 400 e Propilenoglicol): Use 1 ou 2 gotas no(s) olho(s) afetado(s) conforme necessário para alívio da secura ocular.

4. Descanso Ocular:

  • Reduza a Exposição a Telas: Evite passar longos períodos em frente a telas de computador ou televisão para reduzir o estresse nos olhos.
  • Use Óculos de Sol: Para proteger os olhos da luz solar intensa e de elementos irritantes como o vento.

5. Medidas Preventivas:

  • Evite o Contato Direto: Com pessoas que têm conjuntivite para evitar a propagação da infecção.
  • Lave Roupas e Roupas de Cama: Em água quente para remover bactérias e vírus que possam estar presentes.

Tratamentos Adicionais e Considerações Específicas

Além dos cuidados básicos, algumas situações podem exigir tratamento médico adicional ou considerações especiais:

  • Antibióticos: Se a conjuntivite for bacteriana, o médico pode prescrever colírios ou pomadas antibióticas, como a Tobramicina, para ajudar a combater a infecção.
  • Medicamentos Antivirais: Em casos de conjuntivite viral grave, podem ser prescritos medicamentos antivirais específicos, como o Aciclovir.
  • Tratamento da Conjuntivite Alérgica: Envolve evitar o alérgeno desencadeante sempre que possível e, em alguns casos, o uso de colírios antialérgicos, como Opatanol, para reduzir a inflamação e aliviar os sintomas alérgicos.
  • Consultas Médicas Regulares: Para monitorar a progressão dos sintomas e ajustar o tratamento conforme necessário.

Quando Consultar um Médico

Embora a maioria dos casos de conjuntivite possa ser tratada em casa com autocuidados, é importante procurar orientação médica se:

  • Os sintomas não melhorarem após alguns dias de tratamento em casa.
  • Você desenvolver dor intensa nos olhos, visão turva persistente ou sensibilidade extrema à luz.
  • Houver secreção purulenta persistente ou crostas nos olhos.
  • Você suspeitar de uma infecção bacteriana que pode necessitar de antibióticos.

Prevenção da Conjuntivite

Para reduzir o risco de contrair conjuntivite, considere estas medidas preventivas:

  • Lave as Mãos Regularmente: Principalmente após tocar nos olhos ou em superfícies compartilhadas.
  • Evite Compartilhar Artigos Pessoais: Como toalhas, lenços ou maquiagem de olhos com outras pessoas.
  • Pratique Boas Práticas de Higiene: Mantenha as superfícies e objetos frequentemente tocados limpos para reduzir a propagação de germes.

Conclusão

A conjuntivite pode ser uma condição desconfortável, mas na maioria dos casos, é tratável com medidas simples de autocuidado em casa. Ao reconhecer os sintomas precocemente e adotar práticas de higiene adequadas, é possível aliviar o desconforto e acelerar a recuperação. No entanto, é sempre aconselhável procurar orientação médica se os sintomas persistirem ou piorarem. Com autocuidados adequados e medidas preventivas, é possível gerenciar eficazmente a conjuntivite e proteger a saúde ocular.

Referências

  1. American Academy of Ophthalmology. (2020). Conjunctivitis (Pink Eye). Disponível em: https://www.aao.org/eye-health/diseases/pink-eye-conjunctivitis
  2. Centers for Disease Control and Prevention. (2021). Conjunctivitis (Pink Eye). Disponível em: https://www.cdc.gov/conjunctivitis/index.html
  3. Mayo Clinic. (2021). Conjunctivitis (Pink Eye). Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/pink-eye/symptoms-causes/syc-20376355
  4. NHS. (2021). Conjunctivitis. Disponível em: https://www.nhs.uk/conditions/conjunctivitis/
  5. WebMD. (2021). Understanding Conjunctivitis (Pink Eye) — Treatment. Disponível em: https://www.webmd.com/eye-health/understanding-conjunctivitis-treatment
  6. RxList. (2021). Tobramycin Ophthalmic (Eye) Uses, Side Effects & Warnings. Disponível em: https://www.rxlist.com/consumer_tobramycin_tobrex/drugs-condition.htm
Category: Saúde
Tags: Saúde do olho
Próximo post
Indometacina: usos, precaucoes, efeitos adversos
Post anterior
Receitas Caseiras e Remédios Naturais Eficazes para Combater a Insônia!