Dicas para emagrecer rápido: 3 mitos importantes

conheça os 3 mitos que podem te impedir de emagrecer rápido

Há muitas dicas para emagrecer rápido. No entanto, a maioria delas pode permitir que você sinta fome e fique insatisfeito.

Na verdade, qualquer dieta ou regra a serem seguidas dependem muito da força de vontade de cada um. Porém, para emagrecer rápido o caminho mais coerente é o da fome ou jejum.

Abaixo listamos outras formas que você poderá usar para perder peso em pouco tempo:

  • Reduzir açúcares e amidos – isso irá reduzir o seu apetite, diminuir os níveis de insulina e fazer você perder peso sem fome.
  • Coma proteína, gordura e vegetais.
  • Faça exercícios físicos, pelo menos 3 vezes por semana.
  • Tenha sempre uma boa noite de sono

Entre outras orientações, essas podem funcionar. Mas, se você reparou na lista acima algumas coisa parecem incoerentes. É por isso que desejo te falar dos 3 mitos importantes sobre emagrecer rápido.

Mitos sobre o emagrecimento

As dicas para emagrecer rápido estão amplamente espalhadas entre pessoas, profissionais e até sites pela internet. Porém, o problema é que a maioria dessas recomendações são baseadas em mitos, ou seja informações desatualizadas e que não foram comprovadas cientificamente.

Todas calorias são iguais quando o assunto é dar dica para emagrecer rápido?

Muitas pessoas, incluindo médicos e nutricionistas pensam que as calorias dos alimentos são iguais. Por exemplo, pensam que 100 calorias de carne bovina é igual a 100 calorias de farinha de milho ou mesmo de arroz.

Essa forma de calcular está interligada a várias desinformações: uma delas é o fato de que o nosso organismo funciona de forma complexa, buscando equilíbrio.

No exemplo que demos acima é importante salientar que os carboidratos podem, facilmente aumentar a concentração da glicose (açúcar) no sangue e os níveis de insulina. Isso vai te engordar bastante e trazer mais fome.

Por outro lado, se você comer 100 calorias de carne (com proteína e gordura) o processo é bem diferente. Isso acontece porque esses alimentos têm uma absorção lenta, não elevando os níveis de açúcar e você terá a senção de estar saciado (a).

Com isso, você deve ter percebido que não importa reduzir apenas a quantidade de calorias que você ingere, mas também a qualidade do alimento. Ou seja, se você se alimentar com carboidratos apenas, o seu metabolismo ficará ruim, lento e você irá sentir fome constantemente e engordará.

Será que a dica de você deve comer menos calorias do que gasta para perder emagrecer rápido é coerente?

Existe uma teoria errada que muitas pessoas usam – ela é designada balanço calórico: que consiste em você comer menos e gastar mais com algumas atividades, como exercícios físicos, por exemplo.

O maior risco ao usar esse método é que as pessoas podem voltar a ganhar o peso rapidamente e, pior, ganhar mais peso do que aquele que tinha eliminado. Ou seja, o risco de sofrer efeito sinfona.

Ao comer menos caloria, o seu corpo corre risco de:

  • Ficar malnutrido;
  • Vai reduzir peso, mas seu corpo vai preferir quimar músculos;
  • Vai reduzir metabolismo que, por conseguinte, irá aumentar as chances de ganhar peso facilmente;
  • Você poderá ter problemas psicológicos, como a depressão, o desânimo e frustração.

Será que se você emagrecer rápido irá ganhar tudo novamente?

A reposta é sim e não. Sim, se você se alimentar usando uma dieta errada ou má, como descrevemos lá em cima.

Dizemos não porque se você se alimentar de forma adequada você poderá emagrecer rápido, manter o peso ou até mesmo continuar nessa perda de peso. Basta ter uma alimentação boa e estratégica.

Então, se você quiser perder peso (emagrecer), participe de um programa que te ajude. Clique aqui para conhecer o programa dieta 21 dias.

Compartilhe o artigo

Autor: Augusto Constantino

Augusto Bene Tomé Constantino é Moçambicano. Nasceu na cidade de Chimoio, província de Manica. Formado em Farmácia pela Universidade Zambeze, leciona curso de Licenciatura na Faculdade de Ciências de Saúde da UniZambeze. Trabalha com microencapsulação de compostos bioativos usando biopolímeros de origem vegetal.