Nenhum comentário

Acidose metabólica: sintomas, causas e seus efeitos no Homem

acidose metabólica

A acidose metabólica é caracterizada por uma redução primária na concentração sérica de bicarbonato, uma diminuição secundária na pressão parcial arterial e uma redução do pH no sangue.

Kraut e Madias, 2010 in Metabolic acidose (online).

A expressão acidose denota a um distúrbio caracterizado pelo baixo valor do pH sanguíneo.

Esse distúrbio é causado por acúmulo de ácidos devido ao funcionamento insuficiente dos pulmões, rins ou sistemas tampão. Pode ter causa respiratória ou metabólica.

Quando é respiratória, ocorre por aumento na quantidade de ácidos voláteis no organismo, que levam ao aumento da pCO2* ( pressão parcial do dióxido de carbono).

A PCO2 é a medida do dióxido de carbono no sangue arterial ou venoso. Geralmente serve como um marcador de ventilação alveolar suficiente dentro dos pulmões.

Quando é metabólica, ocorre por acúmulo de ácidos não-voláteis, que levam à perda (consumo excessivo) de bases, principalmente o bicarbonato, causando queda do pH.

Na acidose metabólica há uma queda no pH e na concentração de HCO3- (principal base no sangue), os motivos para tal podem ser:

  • Queda no pH: pode ocorrer pelo acúmulo de ácido lático ou de copos cetônicos.
  • Queda do HCO3-: pode ocorrer por problemas na retenção do HCO3-, ou problemas na excreção H+, devido à perda de bicarbonato.

A acidose pode ser aguda (com duração de minutos a vários dias) ou crônica (com duração de semanas a anos), o que os diferenciam são as causas subjacentes e os efeitos adversos resultantes:

  • (1) As formas agudas de acidose metabólica resultam com mais freqüência da superprodução de ácidos orgânicos, como cetoácidos ou ácido lático; por outro lado, a (2) acidose metabólica crônica geralmente reflete perda de bicarbonato e / ou acidificação renal prejudicada.

Tampão bicarbonato

O bicarbonato é um tampão importante para o organismo. Na verdade, o organismo tem um sistema tampão constituído pelo bicarbonato (HCO3-) e pelo ácido carbônico (H2CO3).

O ácido carbônico (H2CO3) é um ácido bastante fraco e a sua dissociação em íons hidrogênio (H+) e íons bicarbonato é mínima, em comparação com outros ácidos.

Quando um ácido é adicionado ao sangue, o bicarbonato do tampão reage com ele produzindo um sal, formado com o sódio do bicarbonato e ácido carbônico.

O ácido carbônico produzido pela reação do bicarbonato do tampão, se dissocia em CO2 e água e é eliminado nos pulmões.

Quando uma base invade o organismo, o ácido carbônico (H2CO3) reage com ela, produzindo bicarbonato e água.

O ácido carbônico diminui. Os rins aumentam a eliminação de bicarbonato ao invés do íon hidrogênio, reduzindo a quantidade de bicarbonato no organismo, para preservar a relação do sistema tampão.

Sintomas

Embora os sintomas possam diferir, alguém com acidose metabólica geralmente apresenta:

  • Respiração rápida
  • Batimento cardíaco acelerado
  • Dor de cabeça
  • Confusão
  • Fraqueza
  • Cansaço
  • Falta de apetite
  • Problemas estomacais
  • Vômitos

O hálito com cheiro de fruta é um sintoma clássico da cetoacidose diabética (CAD).

Se você tiver esses sintomas, chame seu médico. Você provavelmente precisará ir ao hospital se for grave.

Causas da acidose metabólica

Para compreendermos as causas da acidose metabólica precisariamos conhecer os diferentes tipos de acidose, ou seja, as causas dependem muito da acidose:

  • Cetoacidose. ocorre em diabéticos que não recebem insulina forma eficiente e, em conjunção, com a desidratação fica desidratado: o organismo queima gordura em vez de carboidratos como combustível, e isso produz cetonas. Muitas cetonas no sangue o tornam ácido. Pessoas que bebem muito álcool por um longo tempo e não comem o suficiente também acumulam cetonas.
  • Acidose láctica. As células do corpo produzem ácido láctico quando não têm muito oxigênio para usar. Esse ácido também pode se acumular. Pode acontecer quando em seções intensas de exercícios (ou esforços) físicos. Grandes quedas na pressão arterial, insuficiência cardíaca, parada cardíaca e uma infecção avassaladora também podem causar isso.
  • Acidose tubular renal. Os rins saudáveis retiram ácidos do sangue e os eliminam na urina. As doenças renais, bem como alguns distúrbios genéticos e do sistema imunológico, podem danificar os rins , deixando muito ácido no sangue.
  • Acidose hiperclorêmica. Diarréia grave, abuso de laxantes e problemas renais podem causar níveis mais baixos de bicarbonato, a base que ajuda a neutralizar os ácidos no sangue.

Efeitos da acidose metabólica no Homem

O principal efeito é a depressão do SNC. A pessoa fica desorientada, e se o quadro for muito grave, entra em estado de coma.

Pacientes que falecem de cetoacidose diabética, insuficiência renal ou outro tipo de acidose geralmente morrem em estado de coma.

Na acidose metabólica, o alto nível de H+ causa aumento na freqüência e profundidade da respiração.

Também causa graves problemas cardiovasculares, com redução da função e contratilidade cardíaca, diminuindo assim a perfusão tecidual.

Você pode gostar

Artigos Semelhantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu