Aborto espontâneo: sintomas, causas e prevenção

o que é e o que causa o aborto espontâneo

Um aborto espontâneo é definido como a perda da gravidez no primeiro trimestre, antes da 20 ª semana. Na maioria das vezes estas perdas acontecem antes da mulher perder um período menstrual ou mesmo saber se está grávida.

É importante ressaltarmos que a maioria dos abortos ocorre porque o feto não está se desenvolvendo normalmente.

Perto de 15% a 25% das gestações reconhecidas terminarão em um aborto espontâneo. Abortos são menos prováveis de ocorrer após 20 semanas de gestação; estes são chamados abortos tardios.

Estes abortos podem acontecer por uma variedade de razões médicas, muitas das quais não estão sob o controlo de uma pessoa. Porém, conhecer os sinais e causas pode ajudá-lo a prevenir a sua ocorrência.

Sinais e sintomas de um aborto espontâneo

Um dos sintomas mais comuns do aborto espontâneo é o sangramento vaginal. No entanto, nem sempre pode significar um aborto.

Podem surgir câimbras, que podem ser leves ou graves e, geralmente, estão localizadas no baixo-ventre, muito parecido com uma cólica menstrual de um período regular.

Dor nas costas grave ou penetrante pode significar um aborto espontâneo ou uma infecção. Por isso, se você sentir fortes dores nas costas, você deve ir ao hospital.

ALém dos sintomas listados acima você pode sentir dor abdominal, ter febre, fraqueza e descarga de tecido ou líquido da sua vagina.

Causas

O aborto espontâneo pode ter uma variedade de causas, incluindo:

  • Estilo de vida não saudável. Não é surpresa que uma das causas mais comuns de aborto precoce seja um estilo de vida pouco saudável. Se uma mulher abusa de drogas ilícitas, álcool e tabaco quando está grávida, ela tem um risco aumentado de aborto precoce. Assim, é importante modificar seus hábitos antes de tentar engravidar. Se a gravidez não for planejada, você deve tentar eliminar os maus hábitos de vida o quanto antes .
  • Anormalidades cromossômicas. Se houver algum tipo de problema com o óvulo da mãe ou o esperma do pai, isso pode resultar em um aborto precoce. Infelizmente, não há medidas preventivas para evitar abortos causados ​​por anormalidades cromossômicas.
  • Problemas placentários.
  • Diabetes mal controlado.
  • Infecções, como HIV, rubéola, sífilis, malária, clamídia, vaginose bacteriana e gonorréia podem aumentar o risco de aborto espontâneo.
  • Colo do útero incompetente.
  • A idade da mulher. Mulheres com mais de 35 anos têm um risco maior de aborto do que as mulheres mais jovens.
  • Medicamentos. Tipos específicos de medicamentos podem aumentar o risco de um aborto precoce, como AINEs, retinóides, misoprostol e metotrexato.

Prevenção do aborto espontâneo

Muitas vezes, não há nada que você possa fazer para evitar um aborto espontâneo. Concentre-se simplesmente em cuidar bem de si e do seu bebê:

  • Procure atendimento pré-natal regular.
  • Evite fatores de risco de aborto conhecidos – como fumar, beber álcool e uso de drogas ilícitas.
  • Tome um multivitamínico diário.
  • Limite sua ingestão de cafeína, beber mais de duas bebidas cafeinadas por dia parece estar associado a um risco maior de aborto espontâneo.