Imipenem e Cilastatina: usos, efeitos colaterais e precauções

A combinação do imipenem e cilastatina é usada para tratar uma ampla variedade de infecções bacterianas. Este medicamento é conhecido como carbapenêmicos, que são antibióticos beta-lactâmicos que inibem a síntese da parede celular.

Este medicamento é indicado para tratamento de infecções sobretudo nosocomiais graves por bacilos gramnegativos e gram-positivos, aeróbios e anaeróbios (septicemia, endocardites, pneumonias, infecções do tracto urinário, abdominais, ossos e articulações).

Os microorganismos susceptíveis incluem:

  • Acinetobacter spp, Alcaligenes xylosoxidans, Bacteroides spp, Citrobacter spp, Clostridium spp, Enterobacter spp, Escherichia coli, Gardnerella vaginalis, Haemophilus influenzae, Haemophilus parainfluenzae, Klebsiella spp, Morganella aeribacteria spp, Provionella aeribacteria spp. , Rhodococcus equi, Serratia marcescens, Staphylococcus aureus (produtor de penicilinase), Staphylococcus epidermidis, enterococos, estreptococos do grupo B / D, Streptococcus pyogenes, Streptococcus pneumoniae

Como usar o frasco de Imipenem + Cilastatina?

Este medicamento é administrado por injeção no músculo ou veia, geralmente a cada 6 a 8 horas ou conforme indicado pelo seu médico. A dosagem é baseada na sua condição médica e na resposta ao tratamento.

Se você se aplicando em casa o imipenem + cilastatina, procure informações com um farmacêutico, médico ou profissional de saúde sobre como preparar e como usar. No entanto, antes de usar, verifique se aparecem visualmente partículas ou descoloração no produto. Porque se estiver com uma dessas característica o medicamento estará estragado, portanto não aplique a injeção.

Use este medicamento no (s) mesmo (s) horário (s) todos os dias. Além disso, se esforce em concluir a medicação para não correr o risco de desenvolver resistência ou mesmo para evitar o retorno da infeção.

Dose e posologia

Este medicamento geralmente é apresentado em forma de ampolas injetáves com 500 mg de Monohidrato de Imipenem + 500 mg de cilastatina (sal sódico). Ele pode ser usado para perfusão endovenosa.

No geral os médicos podem prescrever as seguintes dose:

  • Adultos: 1-2 g/dia de imipenem dividido em 3-4 doses. (250-500 mg por perfusão durante 20-30 min, 1 g durante 40-60 min); sendo que a dose não deve ultrapassar 4 g/dia.
  • Crianças com mais de 40 kg: mesma dose do adulto.
  • Crianças com mais de 3 meses e menos de 40 kg: 60 mg/kg/dia dividido em 4 doses; dose máxima de 2 g/dia.

Nos casos da profilaxia cirúrgica, pode ser administrada até 1 g na altura da indução anestésica e repetir 3 h depois. Na cirurgia de alto risco (como do colo-rectal) podem ser dadas doses adicionais de 500 mg, 8 h e 16 h após a indução.

Precauções

Este medicamento pode ser contraindicado para pessoas com história de hipersensibilidade aos outros antibióticos beta-lactámicos; distúrbios do SNC, história de epilepsia, insuficiência renal.

Antes de usar imipenem com cilastatina, informe o seu médico ou farmacêutico se você é alérgico a algum dos seus ingredientes; ou a outros carbapenemos (como meropenem);  a penicilinas ou cefalosporinas; ou se você tem alguma outra alergia. Este produto pode conter ingredientes inativos, que podem causar reações alérgicas ou outros problemas.

Antes de usar este medicamento, informe ao seu médico ou farmacêutico seu histórico médico, especialmente de: doenças cerebrais (por exemplo, convulsões, traumatismo craniano, tumor), doença renal, doença hepática, doenças estomacais/intestinais (por exemplo a colite).

Este medicamento pode fazer com que as vacinas de bactérias vivas (como a vacina contra a febre tifóide) não funcionem muito bem. Portanto, não tome nenhuma imunização/vacinação enquanto estiver usando este medicamento, a menos que seu médico lhe diga para fazer isso.

A função renal diminui com o envelhecimento. Este medicamento é removido pelos rins. Portanto, os idosos podem correr maior risco de efeitos colaterais durante o uso deste medicamento.

Durante a gravidez, este medicamento deve ser usado apenas quando claramente necessário. Discuta os riscos e benefícios com seu médico. Este medicamento passa para o leite materno.

Embora não tenha havido relatos de danos a bebês amamentados, consulte seu médico antes de amamentar.


Quais são os efeitos secundários do imipenem e cilastatina?

  • Diarreia,
  • náusea,
  • vómitos,
  • distúrbios do paladar,
  • descoloração dos dentes,
  • hipoacusia;
  • teste de Coombs falso positivo;
  • discrasias sanguíneas,
  • reacções alérgicas (desde erupção cutânea simples até ao síndrome de StevensJohnson),
  • convulsões, confusão mental,
  • hepatoxicidade,
  • colite por antibióticos.
  • Raramente pode dar coloração avermelhada da urina sobretudo em crianças.

Outras reações secundárias você pode consultar ceftriaxona.

Possíveis interações do Imipenem e Cilastatina

As interações medicamentosas podem mudar o funcionamento dos medicamentos ou aumentar o risco de efeitos colaterais graves. Este documento não contém todas as interações medicamentosas possíveis. Mantenha uma lista de todos os produtos que você usa (incluindo medicamentos controlados / não prescritos e produtos à base de plantas) e compartilhe-a com seu médico e farmacêutico.

Não inicie, pare ou altere a dosagem de nenhum medicamento sem a aprovação do seu médico. Alguns produtos que podem interagir com este medicamento incluem:

  • ganciclovir,
  • ácido valpróico e
  • medicamentos relacionados (como divalproato de sódio, valproato de sódio).

Este medicamento pode interferir com certos testes laboratoriais (por exemplo, glicose na urina), possivelmente causando resultados falsos. Certifique-se de que o pessoal do laboratório e todos os seus médicos saibam que você usa esse medicamento.

Mecanismo de ação

estrutura química de Imipenem e Cilastatina

O imipenem inibe a síntese da parede celular bacteriana ao se ligar a proteínas de ligação à penicilina; cilastatina impede o metabolismo renal do imipenem.

Referências

Ceftriaxona: usos, efeitos adversos e precauções
Amicacina: usos, efeito colateral, interação
Menu